Blog

Tendências que o Digital realizou no mercado do turismo

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Mudanças que estão acontecendo no turismo.

Hoje, 60% do lazer e 41% dos viajantes de negócios estão fazendo acordos de viagem pela internet, a maioria utiliza principalmente de WhatsApp, Facebook e Instagram.

O mercado de Viagens vem reagindo bem com essas mudanças. Houve grandes vencedores e grandes perdedores, mas em geral, a indústria do Turismo está maior do que nunca. Mundialmente, espera-se que cresça a uma taxa anual de 3,8% nos próximos 10 anos para US $ 11,4 trilhões - isso é mais de quatro vezes o tamanho total da economia do Reino Unido! (Dados da CNN EUA)

Existem tendências globais que geram este crescimento e que não vai desaparecer em breve. E esta é uma ótima notícia para o mercado de viagens, as empresas precisam entender essas tendências para poder lucrar com essas mudanças, abaixo vamos falar de 5 delas que já estão acontecendo em nosso setor.

  1. A ascensão da economia da experiência.

Os hábitos de consumo estão mudando rapidamente. Assim como os gastos com conteúdo de áudio estão caindo, lucros em assistir a shows aumentam, os consumidores estão reduzindo os gastos em muitos bens materiais a favor de gastar em "experiências". Esta tendência é particularmente forte entre a geração milenar de pessoas entre 18 e 34 anos. A indústria de viagens está excepcionalmente bem posicionada para se beneficiar disso.

Experiência, sensações são fatores determinante para conquistar clientes!

 

  1. Clientes existentes dentro de Redes Sociais.

 Não é segredo que as mídias sociais influenciam nossos hábitos de gastos. Mas há poucos mercados onde é mais influente do que viajar.

Em pesquisa realizada em 2016 buscando avaliar e determinar as tendências de viagens, 52% dos viajantes disseram que as mídias sociais influenciaram uma mudança em seus planos de viagem, enquanto 80% são mais propensos a reservar uma viagem de uma empresa "indicada" por um amigo (Famoso Boca-Boca, por isso insisto. Cuidem bem do seu Reclame aqui e Avaliações do Facebook) do que um anúncio convencional no Facebook. Isto é em grande parte devido ao fato de que 76% dos usuários de redes sociais postam atualizações de status e fotos de férias, alimentando o desejo de viajar para locais igualmente exóticos como os amigos.

  1. Recomendações é a chave do negócio.

Uma crescente desconfiança com os sites corporativos e a mudança para as redes sociais significa que as recomendações dos nossos colegas são cada vez mais importantes quando se considera comprar um pacote de viagem. Mais de 95% dos viajantes de lazer em um estudo, leram cerca de 7 comentários antes da reserva, passando em média 30 minutos por dia lendo essas informações (Reclame aqui, Facebook, Instagram, Tripadvisor, Booking, etc...)

Uma pesquisa recente do TripAdvisor revelou que 92% dos viajantes do Reino Unido (Brasil não é diferente) concordam com a afirmação de que "as críticas são essenciais para a reserva de um final de semana ou férias". Isso significa que as avaliações ruins devem ser tratadas com muita delicadeza e as queixas dos clientes devem ser abordadas com o máximo de atenção e cuidado. Atualmente os clientes não tem a necessidade de contratar uma agência de viagem, eles usam os serviços de um agente por comodidade e para não terem problemas. Isso significa que se você obtém uma boa recomendação mais leads vão chegar a você do que uma campanha publicitária cara.

  1. Personalização com exclusividade

Já vimos que as pessoas estão cada vez mais preocupadas com as experiências. Mas as pessoas não querem a mesma experiência que outros vivenciaram. Eles querem experiências únicas e personalizadas. Questionar ao máximo e descobrir desejos são a chave para alcançar isso. O maior número de informações permitem que as marcas possam personalizar ofertas e acompanhar as preferências de cada passageiro.

83% dos jovens permitem que certas marcas de viagens possam rastrear seus hábitos em troca de uma melhor experiência e mais individualidade no pacote. Além disso, 85% dos entrevistados em todas as faixas etárias disseram que os itinerários personalizados são muito mais atraentes do que pacotes fechados.

Sabe aquele CRM, o sistema chato que ninguém gosta de colocar informações, pois bem, se combinarmos essas informações importantes com um BI, podemos enxergar qual a possível perspectiva que o cliente gostaria de comprar um pacote de viagem. Tornando os agentes de viagens em "assistentes de viagens virtuais". Com isso poderiam oferecer conselhos, como sugerir restaurantes próximos de acordo com nossos gostos e orçamento pessoal.

  1. Realidade virtual

A realidade virtual é uma dessas tecnologias que pareceu ser a próxima grande coisa por um tempo para cá, mas nunca chegou a ser o grande sucesso. Isso está prestes a mudar, já que a tecnologia finalmente é eficiente, madura e o suficiente para oferecer uma incrível experiência de realidade virtual sem acabar com a conta do banco.

A realidade virtual permite a possibilidade de dar aos turistas a chance de "experimentar antes de comprar" de uma maneira que era impossível. Você experimenta roupas para ver como elas se parecem antes de retirar seu cartão de crédito. Hoje é possível experimentar visualmente se aquele resort é realmente o que você vê em fotos, é possível ter as sensações de forma virtual.

Aposto que em breve você vai oferecer ao seu cliente um óculos para ele ver o que ele pode vivenciar antes de tirar o dinheiro do banco.


Fonte: 

Nossa História

Somos uma agência com foco em Marketing e Promoção Digital, na busca de público qualificado, Promovendo Capacitações Online, Lançamentos de Destinos, Produtos e Eventos através da Internet.

Telefones:

SP Capital  (11) 3159 2975
Baixada     (13) 3468 0927

© 2017 todos os direitos Kronedesign Comunicação Digital Ltda

Search